A EDUCAÇÃO E A DIVERSIDADE LINGUÍSTICA

Vários pesquisadores como Gomes (2011), Guinski (2008), Bagno (1999), Cunha (2005), discutem sobre as variedades linguísticas, linguagem, e língua materna. Temas que se tornam cada vez mais presente em nossa sociedade e nos estabelecimentos de ensino e em especial as escolas de educação básica. A partir do contexto estudado os estudiosos defendem a existência de um ensino nas diferentes formas de falar, valorizando a cultura e a língua materna de cada ser humano. Embora partilhemos de um mesmo código linguístico, sendo ele o português brasileiro, existem também as variações linguísticas, que são determinadas por espaço geográfico, social, ou pela escolaridade do individuo. Os tópicos do trabalho tem a perspectiva de estudar como e de que forma associar o que o educando traz de sua língua materna para o conteúdo a ser ensinando em sala de aula. A gramática da língua padrão deve existir e ser estudada sempre, assim como as variações que fazem parte da identidade do individuo, e que representa sua cultura.

Palavra-chave: variedades linguísticas, identidade e educação.

INTRODUÇÃO

A língua portuguesa é uma unidade composta por diversos variantes e sofre várias transformações. Contudo traz em si a ideia de época em que ela é usada, cabendo ao ser humano à consciência que a língua muda e deve ser respeitada em suas variantes.

A língua que falamos é a mesma, desta forma todos fazem o uso do mesmo código linguístico (português brasileiro), no entanto a fala de cada ser humano brasileiro sofre modificações e são diversificadas, individualizadas e heterogêneas. A ideia da existência do monolinguíssimo desaparece a partir do contexto social e vivência com outras pessoas de culturas, regiões, estatus sociais diferentes. A existência de diversas construções lexicais, fonética, sintática morfologia é responsável por explicar a variantes linguísticas.

O neologismo é a área que aborda o surgimento das novas palavras, busca explicar as diversas formas constituídas de valores comunicativas independentes. Nas relações sociais são partilhados os mais diversificados vocábulos, usando-os na comunicação, os mesmos seguem o seu tempo, assim como ser humano evoluiu as palavras foram pelo mesmo caminho transformando-se e adquirindo características fundamentais de um individuo ou de um grupo social.

O estudo das variedades linguísticas tem a missão de ligar a aprendizagem e o respeito às diferenças vocabulares. O presente trabalho é dividido em tópicos que busca explicar surgimento das variações e a aquisição da linguagem, como também o aporte do ensino a partir das variações linguísticas destacando a importância do dialeto de cada ser. Compreendendo que as escolas e os professores devem buscar tornar o processo de ensino/aprendizagem dos alunos algo significativo valorizando a individualidade, quanto a sua maneira de falar.

Gostou do conteúdo?

Compartilhe com quem você gosta

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Recentes

Rua do Sossego, 706
Santo Amaro - Recife/PE

+55 + xx + 81 . 3427.3188

Copyright © 2020 COGNVOX · Todos os Direitos Reservados